Tags

, ,

O ano era 99 e tudo parecia que não se encaminhava para uma vida sem qualquer expectativa, sem saber os rumos para ir, apenas os hormônios floresciam e procurava aquela chance de fazer um sexo com a menina mais gata, ou não, do colégio. Assim, era o clima pelo qual passava nesse ano e esse era o mote de uma comédia das mais tolas, de pura piadas e besteiras que o cinema exibia em uma das suas salas: American Pie. Porém, apesar da leviandade retratada nas telas, a gente deparava com uma empatia, mesmo que seja pequena, do que víamos de tal modo, várias seriam as cenas que lembraríamos. Contudo, como estaríamos após esse intervalo de tempo de 13 anos? Não mais aquela juventude desenfreada, quase ausente de responsabilidade? Esse é o aspecto que mais me agradou a assistir American Pie – o reencontro.

Com isso, assistir a esse filme enfocando o encontro me fez pensar no que passei de 99 pra cá, os sonhos que tinha, os que criei, as frustrações, essas coisas. Praticamente em cima disso que o filme tenta desenvolver as suas histórias, pois alguns tão casados com filhos, outros com empregos maçantes, ou ainda tem uma história de amor não fechada daquela época. Desse modo, com aquelas piadas conhecidas, porém sabendo utilizá-las no momento certo, conseguiu tirar risos da minha pessoas e tava primeiro de frente a um filme de puro entretenimento, somente tinha um envolvimento supérfluo com os personagens, porém eram aqueles de tempos atrás e como num reencontro os vi novamente, no que eles se tornaram e o pensamento pelo qual eles fluíam atualmente.

Portanto, o ponto mais importante desse filme é ter conseguido passar empatia e mostrar sintonia do diretor em retratar os momentos de umas pessoas na saída do ensino médio pra faculdade e agora já formados com seus empregos e esposas.  Somente, o final meio que indicando uma continuação me frustou um pouco, pois se fosse o filme final mesmo, aí seria muito melhor porque passaria para o telespectador do primeiro e do último filme com a sensação de que uma geração se passou e um senso de nostalgia começaria a crescer… Por isso, American Pie apesar de ser um filme sem pretensões profundas, consegue divertir com suas besteiras que reiteram as besteiras pelas quais nós passamos.